PRERROGATIVAS, UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA!

MATO GROSSO