PRERROGATIVAS, UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA!

MATO GROSSO

Newsletter


Ir para opção de Cancelamento

Agenda de Eventos

Setembro de 2021 | Ver mais
D S T Q Q S S
# # # 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 # #

Notícia | mais notícias

Proposta de Banco de Administradores Judiciais é apresentada pela CDBS à Corregedoria

26/10/2015 16:10 | Recuperação judicial
Foto da Notícia: Proposta de Banco de Administradores Judiciais é apresentada pela CDBS à Corregedoria

Foto: Fotos da Terra

img

    A Diretoria da OABMT e a Comissão de Direito Bancário e Securitário levaram à Corregedoria-Geral da Justiça a proposta de criação de um Banco de Administradores Judiciais para servir de subsídio para as ações de recuperação judicial. Participaram da reunião, na sexta-feira (23 de outubro), o presidente da Seccional, Maurício Aude; o presidente e o vice da CDBS, Evandro Cesar A. dos Santos e Romeu de Aquino Nunes, respectivamente; e o secretário-geral, Bruno Felipe Monteiro Coelho.

    Maurício Aude ressaltou que a intenção da Ordem é colaborar com o Poder Judiciário já que há um interesse social e do poder público em promover ações que culminem em efetivas recuperações das empresas em dificuldades financeiras. img
img     Evandro Santos explicou que o número de recuperações judiciais vem crescendo em todo o país e a tendência é aumentar em função da crise econômica. Destacou que advogados que atuam na área do Direito Bancário verificaram a necessidade da atuação de administradores judiciais comprometidos e que cumpram efetivamente seu papel, o que nem sempre vem ocorrendo. “A OABMT defende tudo o que é legítimo e a Comissão de Direito Bancário vem debatendo esse tema há algum tempo”, observou.
    Bruno Coelho lembrou que a proposta já fora enviada à Presidência do Tribunal de Justiça em setembro e reiterou que a ideia segue o modelo criado pela juíza Maria Helena Bezerra Ramos, que foi o Banco de Peritos para facilitar aos juízes localizarem peritos e tradutores em diversas áreas. “Convidamos a magistrada a dar palestra na OABMT e um especialista na área para debater o tema. Assim, o Tribunal de Justiça pode ter um banco de administradores judiciais que podem ser tanto pessoas físicas como jurídicas. A ferramenta, o TJ já possui”, pontuou. img
img     Já Romeu Nunes sublinhou que a proposta é contribuir com a Justiça já que a não resoluções ou a demora nas ações de recuperação judicial em decorrência de profissionais nem sempre preparados acaba afetando a imagem do próprio Poder Judiciário. “O administrador tem um poder muito grande em suas mãos”, observou.

    A desembargadora corregedora Maria Erotides Kneipp elogiou a iniciativa e se comprometeu em acatar a sugestão já que acredita ser também interesse do Conselho Nacional de Justiça para o qual enviará a proposição.

    “A partir do momento que fizermos a proposta, acredito que terá um novo perfil. Não é concebível que empresas entrem em recuperação judicial e fiquem esperando por muito tempo ou indefinidamente. Fico feliz em ver que a OAB está atenta a essa questão. Temos um caso de sucesso em Campo Verde, onde a juíza conseguiu sucesso em 100% das recuperações ajuizadas. Esse banco vai trazer oportunidade para todos”, finalizou. img

 

Assessoria de Imprensa OAB/MT
imprensaoabmt@gmail.com
(65) 3613-0928/0929
www.twitter.com.br/oabmt
www.facebook.com.br/oabmt
www.facebook.com.br/oabmatogrosso

 


Facebook Facebook Messenger Google+ LinkedIn Telegram Twitter WhatsApp